Navigation Menu

Include Meninas UFF dá mais voz às alunas dos cursos de Tecnologia

Reprodução Facebook Include Meninas UFF

Por Gabrielle Fonseca

Buscando mais igualdade nos cursos com menor participação feminina, o Include Meninas UFF é um espaço importante para as mulheres da Universidade Federal Fluminense. Coordenado pela professora Karina Mochetti, o projeto ajuda a criar um ambiente de inclusão nos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação. O projeto promove palestras e debates, entre outras atividades, sobre a participação das mulheres na área de tecnologia.

O projeto começou em 2016, assim que Karina Mochetti chegou à universidade. Ela contou com a ajuda da professora Luciana Salgado, que também já tinha interesse em criar algo parecido. Karina conta que tudo começou a partir de experiências próprias: "Eu vivi isso, me formei em Engenharia da Computação, que tem menos meninas ainda. Eram cinco meninas para 90 alunos", disse a professora.

A principal atividade do Include ocorre no começo dos semestres, em uma dinâmica com os calouros. Em uma espécie de caça ao tesouro, os alunos são divididos em grupos tendo as meninas como guardiãs das pistas na busca pelo objetivo final. Durante o evento é comum que garotos não deixem as meninas falar e que elas precisem aumentar o tom de voz para serem ouvidas. Ao fim da caça ao tesouro, essas e outras situações são discutidas em um auditório da universidade.

Nesse espaço, as calouras contam como se sentiram diante de algumas atitudes masculinas, promovendo reflexão nos alunos recém-chegados à universidade. É partir dessa gincana que os calouros são apresentados ao Include, que promove formas de inclusão das meninas na computação. "A ideia do projeto é mantê-as no curso e prepará-las para o mercado de trabalho. Eu sinto que elas estão bem mais fortes depois do acolhimento", contou Karina Mochetti.

Além da atividade feita com os calouros e de ser um espaço de acolhimento e resistência feminina nos cursos com menor índice de mulheres, o Include promove diversas outras atividades. O projeto se volta não somente para eventos destinados aos alunos da graduação, mas também busca aproximar da universidade as meninas que ainda estão nas escolas. É a partir de palestras feitas em colégios, atividades e seminários que o Include tenta acolher as alunas de fora da UFF.

As palestras são ministradas pelas próprias graduandas que participam do Include e que, além de promover eventos em escolas, escrevem artigos sobre o assunto, entre outras atividades. O Include conta atualmente com quatro alunas e possui vaga para mais quatro graduandas de Ciência da Computação e Sistemas de Informação. As inscrições para o projeto estão sendo feitas em um formulário na internet e ocorrem até 15 de junho.

0 comentários: